top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Igam capacita entidades e prevê maior eficiência na gestão de recursos para bacias hidrográficas


Igam realiza apacitação técnica junto à Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos de Bacias Hidrográficas

O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) realizou, nesta semana, capacitação técnica junto à Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos de Bacias Hidrográficas (Abha Gestão das Águas), que exerce as funções de Agência de Bacia Hidrográfica do Rio Araguari, na Região do Triângulo Mineiro.

O curso começou na terça-feira (24) e terminou nesta quinta-feira (26). Ele faz parte do programa do Igam, implementado em 2022, que visa apresentar, debater e alinhar as normas e procedimentos administrativos que as entidades equiparadas a agências necessitam ao atuarem nas bacias onde a cobrança pelo uso da água já foi implementada.

A equipe técnica da Abha Gestão das Águas pôde tirar dúvidas e conhecer mais um pouco do trabalho do Igam. Durante os três dias, foram debatidos cerca de 10 temas referentes a recursos hídricos.

“O intuito foi apresentar a eles os instrumentos de gestão da política de recursos hídricos e como a entidade pode atuar para a implementação e aperfeiçoamento dos instrumentos”, explica o gerente de Apoio às Agências de Bacias Hidrográficas e Entidades Equiparadas do Igam, Michael Jacks.

Aproximação

Para o diretor-presidente da Abha Gestão das Águas, Thiago Alves do Nascimento, o evento organizado pelo Igam trouxe a oportunidade de a entidade aprender, compartilhar experiências, apontamentos de gargalos e atualização de conhecimentos dos temas abordados.

“O encontro também possibilitou apresentar parte da equipe da entidade equiparada aos técnicos do Igam e, principalmente, conhecer os servidores do órgão gestor que lidam com as demandas e obrigações do contrato de gestão, custeio e investimento finalístico, contribuindo para melhor eficiência na gestão. Relacionamento e aproximação institucional são importantes e não há como medi-los”, comenta.

Impactos

O Igam prevê, de acordo com Michael Jacks, três impactos com a capacitação. O primeiro deles é a aproximação entre o Igam e as entidades. “O segundo é apresentar o trabalho do Igam a todos os participantes e o terceiro é uma maior eficiência na execução dos recursos repassados às entidades para resultados satisfatórios nas bacias hidrográficas”, enumera Michael. A próxima entidade a fazer a capacitação é a Agência de Bacia Hidrográfica Peixe Vivo, da bacia Hidrográfica do Rio São Francisco.


Luciane Evans

Ascom/Sisema


21 visualizações

Comments


bottom of page