top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Liberação de licenças de serviço de coleta e tratamento de esgoto na Ilha do Mel entra na reta final


Ilha do Mel - Foto: José Fernando Ogura

O Governo do Estado, por meio do Instituto Água e Terra (IAT), finalizou o planejamento que permitirá a implementação do sistema de coleta e tratamento de esgoto na Ilha do Mel, em Paranaguá, no Litoral. Uma reunião técnica nesta segunda-feira (27) entre membros da Diretoria de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos e de Licenciamento e Outorga do órgão, consultores e representantes da empresa Iguá, responsável pelo esgotamento de fluídos na localidade, definiu o cronograma de atuação.

A previsão é que, respondidos os últimos questionamentos encaminhados pelo Instituto, a licença prévia seja concedida até o fim de março – o documento permite iniciar o processo de licitação da construção. Já a licença de instalação, com a abertura do canteiro de obras, está prevista para ocorrer em maio, desde que atendidas integralmente as condicionantes iniciais vinculadas à licença prévia.

O projeto será feito em duas etapas, com investimento estimado de R$ 30 milhões, por meio de recursos da própria empresa. A primeira fase deve começar neste ano, pela praia de Nova Brasília. Serão instalados no local cinco quilômetros de extensão de rede, elevatórios, estação de tratamento do modelo Reator Biológico de Leito Móvel, que atende as resoluções nacionais de emissão de influentes e de balneabilidade, além de um emissário de 570 metros para dentro do mar.

A etapa seguinte começa em 2024, na Praia de Encantadas. Serão implantados no local cinco quilômetros de extensão de rede, elevatórios, estação de tratamento do Modelo Reator Biológico de Leito Móvel e emissário com 450 metros. Já as casas mais afastadas serão atendidas individualmente ou agrupadas em sistemas específicos. A ação vai beneficiar até 12 mil pessoas.

“Isso é muito importante porque resolve um problema crônico da Ilha do Mel, um dos cartões-postais do Paraná. O Litoral é uma das grandes prioridades do governador Carlos Massa Ratinho Junior. Com tratamento e esgoto, a balneabilidade vai melhorar, minimizando o impacto direto no meio ambiente, garantindo condições mais favoráveis para moradores, veranistas e turistas”, afirmou Everton Souza, diretor-presidente do IAT, órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (Sedest).

Diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, José Luiz Scroccaro destacou que o órgão ambiental busca melhorar a condição de vida dos moradores da Ilha do Mel, com foco em ações de sustentabilidade que possam ajudar no desenvolvimento da região.

“Hoje ainda há uma série de improvisações na Ilha, o sistema de saneamento está aquém do ideal. Cada morador faz a sua instalação, o que implica diretamente o meio ambiente”, disse. “Avançamos com o projeto e tenho certeza que agora o Governo do Estado vai resolver essa questão de forma coletiva para os moradores e turistas da Ilha do Mel”.

INVESTIMENTOS NO LITORAL – O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável, Valdemar Bernardo Jorge, ressaltou que a reestruturação do sistema de esgoto da Ilha do Mel complementa uma série de ações no Litoral. Ele citou, como exemplo, a revitalização da Orla de Matinhos, a construção da Ponte de Guaratuba e a duplicação da Avenida JK, em Matinhos, todas obras em andamento.

“O Governo do Paraná tem investido no Litoral em todas as frentes. Uma Ilha do Mel bem cuidada, com coleta e tratamento adequado de esgoto, faz bem aos moradores e turistas, gera trabalho e renda. Tem tudo a ver com desenvolvimento sustentável, que é o que buscamos", afirmou.


Fonte: Instituto Água e Terra


55 visualizações
bottom of page