Sumário da água

Blog da REBOB

MDR debate reaproveitamento de água no Agreste e Semiárido pernambucano

Em workshop promovido pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), foram apresentadas ações em reuso de água que já vêm sendo executadas pela Pasta na Região Nordeste



Projeto do MDR em parceria com a UFRPE possibilita a utilização de esgoto doméstico tratado para subirrigação de culturas de palma forrageira, planta nativa das zonas semiáridas (Foto: Divulgação)
Projeto do MDR em parceria com a UFRPE possibilita a utilização de esgoto doméstico tratado para subirrigação de culturas de palma forrageira, planta nativa das zonas semiáridas (Foto: Divulgação)

Brasília (DF) - O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), participou, nesta quinta-feira (28), do I Workshop em Gestão de Recursos Hídricos e Reuso da Água, promovido pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Durante o evento, foram debatidas questões ligadas ao reaproveitamento do recurso natural para fomentar o desenvolvimento nas regiões do Agreste e do Semiárido pernambucano, com base em atividades como ovinocapricultura e agricultura irrigada.


“O reuso da água em pequenas propriedades tem sido colocado em pauta como uma das alternativas em estudos que estamos realizando como subsídio para a criação do Plano Nacional de Agricultura Irrigada”, afirmou a coordenadora-geral de Agricultura Irrigada da Secretaria Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR, Pryscilla Bezerra. “Esse é um tema que vem recebendo atenção do Governo Federal devido à sua importância”, completou.


Durante o evento, a coordenadora apresentou ações em reuso de água que já vêm sendo executadas pelo MDR na Região Nordeste. “No ano passado, assinamos um Termo de Execução Descentralizada (TED) com o Instituto Nacional do Semiárido para a implantação de três novas unidades de reuso em Guanambi, na Bahia, Nossa Senhora das Dores, em Sergipe, e Parnamirim, em Pernambuco, que já estão em execução”, contou.


Com investimentos de R$ 750 mil, o TED prevê a utilização de esgoto doméstico tratado para subirrigação de culturas de palma forrageira, planta nativa das zonas semiáridas, como forma de contribuir com a segurança alimentar humana e animal, incrementar a produção agropecuária e dar destino adequado aos esgotos tratados na região.


“Além disso, os recursos destinados às unidades de reuso na Bahia, em Sergipe e Pernambuco, contribuem com a redução da poluição dos mananciais da região e com o incremento da fertilidade do solo, a partir do uso de água residual”, aponta Pryscilla.


Outra iniciativa de reaproveitamento de água de reuso está sendo executada na cidade pernambucana de Petrolina. Vinculada ao MDR, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está finalizando o projeto do sistema de irrigação com água de reuso no Perímetro Público de Irrigação Senador Nilo Coelho. A medida vai permitir o aumento da produção local de hortaliças, forragens e mangas.


A programação do Workshop em Gestão de Recursos Hídricos e Reuso da Água segue até esta sexta-feira (29), com palestras e apresentações de representantes da UFRPE, da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), do Conselho Nacional de Desenvolvimento e Pesquisa Tecnológico (CNPq), do Instituto Nacional do Semiárido (INSA) e de empresas privadas do setor.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional

12 visualizações