Sumário da água

Blog da REBOB

Minas avança no fornecimento de serviços de saneamento, resíduos sólidos e acesso à água


Foto: Divulgação/Prefeitura de Capitólio


Estação de Tratamento de Esgoto de Capitólio foi inaugurada em agosto

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), segue trabalhando para aprimorar o fornecimento dos serviços de saneamento, tratamento de resíduos sólidos e de acesso à água em todo o estado, apoiando ações e estratégias ao longo do território mineiro. Algumas dessas ações, por exemplo, incluíram a participação da secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília Melo, em inaugurações de diversas entregas em várias regiões de Minas. Somente no 3º trimestre de 2022, foram inaugurados o Sistema de Esgotamento Sanitário, no município de Capitólio, e da Unidade de Triagem e Compostagem de Resíduos Sólidos Urbanos, em Natalândia.

Além das ações citadas, está em execução um Termo de Cooperação Técnica da Semad junto à Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) para a perfuração de 100 poços em 44 localidades do estado, dos quais 66 já foram perfurados. A medida irá ampliar e reforçar o acesso à água potável junto à comunidade rural, beneficiando diretamente 26 mil habitantes.

“Os poços tubulares profundos têm como desígnio principal reforçar o abastecimento e o acesso à água em comunidades rurais. Em áreas rurais, quando ocorre o período de estiagem, os poços tubulares têm sido uma ótima alternativa ou, muitas vezes, a única fonte de abastecimento de água, o que garante qualidade de vida para a população local”, destaca o subsecretário de Gestão Ambiental e Saneamento da Semad, Rodrigo Franco.

Capitólio Em agosto, a secretária de Estado Marília Melo e o subsecretário Rodrigo Franco, a convite do município de Capitólio, estiveram presentes na inauguração do Sistema de Esgotamento Sanitário da cidade. As obras, que tiveram início em 2009, foram viabilizadas por meio de recurso da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Os trabalhos, no entanto, foram paralisados em 2012 e retomados em 2019. Para conclusão de todo o sistema, foram investidos R$ 8.263.543,40. A obra beneficiará mais de 8.600 habitantes.

“A Estação de Tratamento é uma demanda antiga da cidade, uma obra que infelizmente ficou parada durante outras gestões. Agora, o esgoto coletado no município receberá tratamento adequado e retornará à natureza, despoluído. Como resultado, temos águas mais limpas, preservação da fauna e flora local, melhora da qualidade de vida da população e maior fomento ao turismo na região”, disse o prefeito de Capitólio, Cristiano Geraldo da Silva. Natalândia Em setembro, Marília e Rodrigo estiveram em Natalândia para a inauguração da Usina de Triagem e Compostagem do município. O local, construído ao custo de R$ 285.791,55 irá auxiliar na separação e classificação de diversos resíduos sólidos, beneficiando 3.280 habitantes. Avanços no acesso à água

Para reforçar o acesso à água potável junto à comunidade rural do estado, a Semad formalizou, em 2020, o Termo de Cooperação Técnica com a Copasa para a perfuração de 100 poços tubulares profundos em todo o território mineiro. Após a assinatura do termo, um Edital de Chamamento Público para seleção de municípios interessados em receber a perfuração foi realizado, resultando em 100 localidades classificadas em 44 municípios. Até o mês de setembro, haviam sido perfurados 66 poços para fornecimento de água no estado. As demais 34 perfurações estão previstas para ocorrer até o final de dezembro, junto do lançamento do próximo Edital de Chamamento Público que selecionará mais municípios a serem beneficiados. Após a perfuração, os poços passam por uma série de análises para serem declarados aptos a serem equipados. Já se encontram em processo de equipagem pela municipalidade os poços das comunidades de Água Limpa, João Gote, Olaria, Campo Grande, do município de Ouro Branco; comunidades Funil, Ivo, Boa Vista (Cachoeira) e Vargem grande, do município de Braúnas; e Palmital, do município de Felício dos Santos.

A secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marilia Melo, pondera que, em momentos atuais, a carência de água potável para consumo humano e de saneamento básico tem se tornado uma dificuldade que preocupa as populações e gestores locais. “Desse modo, a implantação de poços tubulares profundo é considerada uma das soluções para o problema, uma vez que possui rápida execução e baixo custo, resultando desta forma na ampliação e no acesso à agua potável à população rural”, disse.

Matheus Adler Ascom/Sisema


Fonte: SEMAD-MG

13 visualizações