Sumário da água

Blog da REBOB

No Senegal, Governo Federal debate parcerias internacionais na área de saneamento básico

Secretário nacional de Saneamento, Pedro Maranhão, se reuniu nesta quinta-feira (24) com o ministro da Água e Saneamento do país africano, Abdou Karim Sall, e com ministros de países de Língua Portuguesa


Durante o encontro, o ministro senegalês demonstrou interesse em conhecer a experiência do Brasil na implementação do Marco Regulatório do Saneamento, sancionado em julho de 2020.
Durante o encontro, o ministro senegalês demonstrou interesse em conhecer a experiência do Brasil na implementação do Marco Regulatório do Saneamento, sancionado em julho de 2020.

Brasília (DF) – O secretário nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Pedro Maranhão, participou, nesta quinta-feira (24), em Dacar, no Senegal, de reunião com o ministro da Água e Saneamento do país africano, Abdou Karim Sall. Maranhão está na cidade para o 9º Fórum Mundial da Água, no qual coordena a delegação brasileira.


Durante o encontro, que também contou com a participação do embaixador do Brasil no Senegal, Bruno Cobuccio, o ministro Abdou Karim Sall demonstrou interesse em conhecer a experiência do Brasil na implementação do Marco Regulatório do Saneamento, sancionado em julho de 2020.


Segundo Pedro Maranhão, o país africano pretende ampliar a participação do capital privado para acelerar a implementação de infraestruturas de saneamento básico, especialmente em esgotamento sanitário. Encontros técnicos deverão ser agendados para que os dois países aprofundem a discussão.


"Foi uma reunião muito proveitosa, na qual trocamos várias experiências. O Senegal está muito interessado na revolução que está sendo feita no saneamento brasileiro. Expliquei que, depois do novo Marco Legal, conseguimos fazer as Parcerias Público-Privadas. O Brasil não tinha mais condições de investimentos públicos no setor de saneamento. Por isso, fizemos a parceria com a iniciativa privada", explica Maranhão.


Países de Língua Portuguesa


Durante o 9º Fórum Mundial da Água, o secretário nacional de Saneamento também se reuniu com ministros de outros países de língua portuguesa, com objetivo de criar um fórum para abordar o saneamento básico. O objetivo, segundo Maranhão, é debater o tema e ganhar mais força para pressionar entidades internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU), a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Banco Mundial, para que se dê um foco maior no tema.


"Reunimos os países de língua portuguesa para discutir o saneamento, trocando experiências com os ministros de Portugal, Cabo Verde e Guiné Bissau. Vários assuntos foram tratados, como os saneamentos rural e urbano. É uma grande preocupação de todos. Um dos maiores índices de mortes no mundo vem da falta de saneamento. É fundamental que criemos esse fórum para pressionar esses órgãos a darem um foco maior nessa discussão", destaca Pedro Maranhão.


Sobre o Fórum


O Fórum Mundial da Água é o maior evento do mundo relacionado ao tema. Promovido pelo Conselho Mundial da Água a cada três anos, aborda temas relativos às infraestruturas hídricas, gestão de recursos hídricos, irrigação, saneamento, reuso de efluentes e resíduos sólidos. É uma oportunidade única para a troca de experiência entre países, empresas, organizações sociais, academia e demais interessados no assunto.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional

3 visualizações