Sumário da água

Blog da REBOB

Novo Rio Pinheiros


O Novo Rio Pinheiros é um programa do Governo do Estado de São Paulo sob a coordenação da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente com a meta de despoluir e revitalizar o rio Pinheiros. A atuação ocorre em diversas frentes: expansão da coleta e tratamento de esgotos; desassoreamento e aprofundamento do rio; coleta e destinação dos resíduos sólidos; revitalização das margens, além de iniciativas voltadas à educação ambiental.


Em sua frente de atuação, a Sabesp busca reduzir o esgoto lançado nos afluentes do Pinheiros para melhorar a qualidade de suas águas e reintegrá-lo à vida da cidade. Com investimento de cerca de R$ 1,7 bilhão no programa, a Companhia, além de melhorar as condições do rio e afluentes, também está levando mais saúde e qualidade de vida a uma população de 3,3 milhões de pessoas na região da bacia do rio Pinheiros em São Paulo, em Embu das Artes e em Taboão da Serra.


Desde o início das ações, em 2019, já foram conectados à rede de esgoto mais de 538 mil imóveis, número além da meta prevista de 533 mil imóveis, beneficiando mais de 1,2 milhão de pessoas com saneamento – ou a população de uma cidade do porte de Campinas.


Até o momento foram retirados 646.603 metros cúbicos de sedimentos por meio do desassoreamento. Já em relação aos resíduos sólidos, que estão sendo retirados por meio de barcos, redes e boias, já foram removidas até agora 59.734 mil toneladas, entre garrafas pet, bicicletas, pneus, plásticos.


O programa tem ainda participação de Cetesb, EMAE, DAEE e da Prefeitura de São Paulo. Mais informações estão disponíveis pelo site novoriopinheiros.sp.gov.br


Além da revitalização, um outro aspecto importante é o olhar da população para o rio. Na ciclovia da Marginal Pinheiros, mensalmente, mais de 200 mil ciclistas frequentam o local e muitas atividades são realizadas para integrar as pessoas pelo esporte, lazer e educação ambiental.


Nas obras de saneamento, as frentes de trabalho possuem um núcleo socioambiental para conscientizar as pessoas sobre o correto uso das instalações internas, evitando jogar lixo nos ralos, vasos sanitários, bem como nas ruas, córregos e rios.


Fonte: SABESP

9 visualizações