top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Organizado pelo Governo do Tocantins e Comitê de Bacia a do Rio Manuel Alves, Mulheres das Águas chega a sua terceira edição

Organizado pelo Governo do Tocantins e Comitê de Bacia a do Rio Manuel Alves, Mulheres das Águas chega a sua terceira edição realçando a importância da força feminina frente à questões voltadas a sustentabilidade dos recursos hídricos



Na programação a realização de cerca de 20 palestras e painéis sobre diferentes temas com foco no uso da água de forma sustentável e racional


A terceira edição do Evento Mulheres das Águas com o tema: Água nos Une: Conhecer e Entender para Preservar. Mulheres na Gestão dos Recursos Hídricos teve inicio nesta quarta-feira,19, no Colégio Agropecuário de Natividade, região Sudeste, realçando a importância da força feminina frente à questões voltadas à sustentabilidade e à preservação dos recursos hídricos. Organizado pelo Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Manuel Alves (CBHRMA), Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e colaboração da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).O evento que segue até esta sexta-feira,21, reúne cerca de 500 mulheres, entre vereadoras, gestoras públicas, estudantes e integrantes dos Comitês de Bacia.


A abertura do evento contou com a presença do Secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Marcello Lelis, superintendente Adjunta da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANA), Renata Maranhão, presidente do CBH Rio Manuel Alves, Mário de Sena Filho, secretária dos Povos Originários e Tradicionais, Narúbia Werreria, da Pesca e Aquicultura, Miyuki Hayshida, prefeito de São Valério Olímpio Arrais, Prefeita de Rio da Conceição, Edinalva Oliveira, e as secretárias executivas Mônica Avelino Arrais (Semarh) e Warner Pires (Secretaria da Mulher), entre outras autoridades.


'O evento Mulheres das Águas é um projeto inovador que traz a mulher com toda sua sensibilidade, com todo o seu carinho, com toda a sua capacidade de se conectar para a politica de preservação das águas", destacou o secretário Marcello Lelis.


Ao fazer uso da palavra, o presidente do CBH Rio Formoso, enalteceu o trabalho desenvolvido pelo CBH Manuel Alves que já conseguiu recuperar mais de 300 nascentes ao longo desta bacia. Mario de Sena destacou ainda a importância das capacitações oferecidas pelos " Mulheres das Águas" para formar multiplicadores de práticas sustentáveis e de preservação dos mananciais. "A água nos une e por isso é preciso conhecer, entender, preservar este curso tão importante. Água é vida", afirmou.


Na programação a realização de cerca de 20 palestras e painéis sobre diferentes temas com foco no uso da água de forma sustentável. A superintendente da ANA abordou os impactos do aquecimento climático causado pela degradação ambiental, pontuando os efeitos destas mudanças em relação à disponibilização da água no planeta.


Segundo dados apresentados, baseados em levantamento do Comissão da Pastoral da Terra (CPT), entre 2005 e 2021, os conflitos por água aumentaram 481 no território nacional. "Estamos falando aqui de uma mudança cultural e neste sentido, precisando olhar para todos os usuários da água porque quando este recurso é escasso a gente precisa tomar decisões mais claras e efetivas", disse. O diretor de Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos, Aldo Azevedo, discorreu sobre a política de gestão das águas e o papel do Comitês de Bacia que atuam na ponta com a execução desta politica

Palestras


O público feminino ainda teve acesso a exames de colo de útero, mamografia e Papa Nicolau que foram disponibilizados pelo Hospital do Amor por meio da articulação da secretária executiva da Semarh Mônica Avelino. Reforçando a importância dos exames preventivos a presidente da Sociedade Tocantinense de Ginecologia, Dra. Francielle Batista, ao paletrar sobre os cuidados com a Menopausa, fez uma alerta às mulheres sobre a importância do autocuidado para a saúde da mulher. Em seguida, a secretária Miyuki Hyashida discorreu sobre a cadeia produtiva do pescado como oportunidade de geração de renda com sustentabilidade.



Fonte: Semarh-TO


10 visualizações

Comments


bottom of page