Sumário da água

Blog da REBOB

Prêmio quer valorizar iniciativas que impactam a gestão de recursos hídricos, meio ambiente e saúde

Em sua 8ª edição, premiação organizada pelo Consórcio PCJ, vai reconhecer as ações que impactam a gestão de recursos hídricos e a conservação do meio ambiente, com reflexos à saúde das pessoas



O 8º Prêmio Ação pela Água, organizado pelo Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ), destaca em sua edição 2022, o tema “Água: essencial para a nossa saúde e a do Planeta”. Neste contexto, podem concorrer os projetos desenvolvidos nos últimos dois anos, durante a pandemia de Covid-19, que tenham impactado positivamente a gestão de recursos hídricos, o meio ambiente e saneamento, com reflexo na saúde e no bem-estar das populações. Projetos em andamento e iniciados antes da pandemia, também serão avaliados pela Comissão Julgadora, levando em conta os resultados obtidos nos dois últimos anos. As inscrições no site do Consórcio PCJ estão abertas e podem ser feitas até o dia 31 de agosto de 2022.


O prêmio, que é conhecido como o “Oscar da Água” nas Bacias PCJ, prioriza a cada edição um tema associado ao momento hídrico brasileiro. “Na primeira edição, em 2000, foi escolhido ‘Racionalização pelo Uso da Água’. Mais recentemente, em 2019, os trabalhos inscritos destacaram os 30 anos de gestão da água nas Bacias PCJ”, pontua Andrea Borges, gerente técnica do Consórcio PCJ e membro da Comissão Organizadora. “Em 2022, o tema contempla o período em que a pandemia impacta a vida de pessoas em todo o mundo e destaca a importância da água para a saúde global”, completa.


Nesta 8ª edição, os inscritos devem apresentar nos projetos ações que apresentam melhorias ambientais que podem impactar a saúde da população. Os trabalhos devem contemplar também iniciativas voltadas à preservação do meio ambiente e ideias que possam resultar em medidas para universalizar o saneamento e o abastecimento hídrico.


“Ações que contemplem iniciativas nas áreas de reflorestamento, políticas de recursos hídricos, saneamento, meio ambiente, gestão de resíduos, educação ambiental e sustentabilidade, com impactos na qualidade da água, são alguns dos temas de projetos que estão habilitados a concorrer ao Prêmio Ação pela Água”, diz Andrea.

Todos os projetos participantes serão submetidos a uma comissão julgadora composta por especialistas do setor e totalmente independente ao Consórcio PCJ. Os trabalhos passarão por avaliações a partir de quatro critérios: resultados, impacto social, replicabilidade e originalidade.


Na categoria Imprensa, que contará com uma comissão julgadora específica com técnicos da área de comunicação, serão avaliadas reportagens jornalísticas que atentam para a importância da gestão de recursos hídricos e meio ambiente na construção de um mundo mais sustentável e que tenham caráter educomunicativo.


Em cada uma de sete categorias, serão selecionados cinco finalistas, que serão conhecidos no dia 28 de outubro, no site www.agua.org.br/premio_acao_pela_agua, e receberão, ainda, o certificado “Notórios da Água”. O grande vencedor receberá o troféu “8º Prêmio Ação pela Água”, no dia 30 de novembro, na cidade de Limeira (SP), anfitriã do evento de premiação.


Água e prevenção


Combinada com importantes medidas preventivas, como o uso de máscaras, a pandemia demonstrou que a higienização das mãos é fundamental para reduzir a proliferação do novo coronavírus. Mais que isso, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a higiene adequada das mãos previne em até 50% a Covid-19 e também a transmissão várias doenças.


Para 3 bilhões de pessoas, ou 40% da população mundial, lavar as mãos está longe de ser um ato corriqueiro. Segundo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) realizado com a OMS, apenas 3 em cada 5 pessoas em todo o mundo têm instalações básicas para higienização das mãos com água e sabão.


No Brasil, dados do Programa Conjunto de Monitoramento da OMS e do Unicef para Saneamento e Higiene (JMP) revelam que 15 milhões de moradores de áreas urbanas não têm acesso à água tratada e 2,3 milhões usam fontes de água não seguras para consumo humano e higiene pessoal e doméstica.


Nas Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, que concentram 2,7% da população brasileira, com mais de 5,9 milhões de habitantes, a pandemia promoveu um aumento no volume de água tratada, em razão da necessidade da higienização mais frequente da população. “A gestão eficiente dos recursos hídricos na área das Bacias PCJ permitiu que o abastecimento de água não sofresse graves interrupções, mesmo em um ano muito seco, como foi 2021”, afirma José Cezar Saad, coordenador de Projetos do PCJ.


Com os projetos inscritos no 8º Prêmio Ação pela Água, a perspectiva dos organizadores é ampliar e compartilhar contribuições para que a água tratada e de qualidade seja, cada vez mais, um bem acessível a toda população brasileira.


No site do prêmio será possível conhecer todos os inscritos e os temas dos projetos que concorrerão. Esta é uma forma de o Consórcio PCJ publicitar todas as iniciativas e promover a troca de experiências entre os participantes.


SERVIÇO


O 8ª Prêmio Ação pela Água conta com o patrocínio da Agência Reguladora Regional (ARES-PCJ) e da Papirus Somosvita. A iniciativa ainda possui os apoios institucionais de: ABES, ABRHidro, Fundação Agência PCJ, Comitês PCJ, ANA, ASSEMAE, Consimares, LADSEA da Unicamp, NUPS da USP, OGA, REBOB e Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Dúvidas e mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail: premio@agua.org.br.


Informações, regulamento e inscrições, clique aqui.


Fonte: Consórcio PCJ

14 visualizações