Sumário da água

Blog da REBOB

Secretário destaca potencial transformador do Projeto São Francisco para o Rio Grande do Norte

Sérgio Costa, titular da Secretaria Nacional de Segurança Hídrica do MDR, participou de webinar sobre perspectivas da chegada das águas do Velho Chico ao estado nordestino


Um dos empreendimentos que integrará a ampliação da oferta hídrica para o Rio Grande do Norte é a Barragem Oiticica, que está sendo executada pelo Dnocs, instituição vinculada ao MDR (Foto: Divulgação)



Brasília (DF) – A chegada das águas do Rio São Francisco ao Rio Grande do Norte vai potencializar o crescimento econômico e social do estado. A afirmação é do secretário nacional de Segurança Hídrica do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Sérgio Costa, durante webinário promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do estado (Crea-RN) para debater as perspectivas do Projeto de Integração do Rio São Francisco para a região.

“Obras hídricas são uma porta de entrada para investimentos no estado. A água é essencial para irrigar, produzir e gerar emprego”, afirmou. “O Rio Grande do Norte nunca foi tão privilegiado em termos de segurança hídrica como nos últimos anos. O ministro Rogério Marinho trata a água como vetor do desenvolvimento. E isso mudou o pensamento do que é a água para os estados do Nordeste, que não tinham uma segurança hídrica e que começaram a ter”, completou Costa.

As águas do Velho Chico chegarão ao estado potiguar por meio do Ramal do Apodi, que integra o Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Ele terá 115,5 quilômetros de extensão e tem investimento projetado em R$ 1,7 bilhão pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

“O Ramal do Apodi é grandioso e vai levar segurança hídrica e possibilidade de desenvolvimento para a região da Chapada do Apodi. O Rio Grande do Norte tem terra boa, mas falta água. E a água está chegando”, reforçou Sérgio Costa.

Outro empreendimento que integrará a ampliação da oferta hídrica para o estado é a Barragem Oiticica, que está sendo executada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), instituição vinculada ao MDR. A obra está orçada em R$ 657,2 milhões, sendo R$ 638,2 milhões com recursos da Pasta. O Governo do Rio Grande do Norte, também responsável pela execução do empreendimento, arca com R$ 19 milhões em contrapartidas.


Panorama

Durante o encontro virtual, o diretor de Projetos Estratégicos da Secretaria Nacional de Segurança Hídrica (SNSH), Oscálmi Porto Freitas, apresentou detalhes técnicos do Projeto de Integração do Rio São Francisco aos participantes. Foram detalhadas as estruturas que compõem os Eixos Leste e Norte e o caminho que as águas percorrerão até alcançar o território do Rio Grande do Norte.

“Hoje, o Projeto São Francisco atende 12 milhões de pessoas em 390 municípios. E tem sido um vetor de mudança da realidade dessas pessoas. O Ministério tem o olhar voltado ao desenvolvimento econômico das regiões e o projeto também tem esse viés. Quando tivermos a garantia da segurança hídrica, vamos fomentar outras atividades de desenvolvimento econômico”, destacou Freitas.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional

11 visualizações